sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Tudo sobre depilação








Existem as ceras quentes e frias. O valor desse tipo de  depilação varia se for feita em clínicas de estéticas ou em casa, comprando a cera em farmácias ou em lojas de cosméticos. É um dos mais doloridos. Os pelos duram mais a aparecer porque o fio é retirado pela raiz, então até o pelo crescer e chegar à superfície da epiderme, a pele permanece lisa. 

Fazer depilação com cera diminui a quantidade de pelos?

O que pode acontecer é a depilação com cera danificar o bulbo do pelo, fazendo com que o desenvolvimento do fio não seja completo, formando pequenos espaços na pele sem pêlos. Porém, esse processo pode demorar anos para acontecer.  

Depilar áreas como sobrancelha e buço com cera causa flacidez?

Ainda não é provado que depilar essas áreas com cera causam flacidez ou vasinhos (as varizes fininhas).

Cera pode causar manchas na pele?

Sim. Principalmente no rosto. Quem tem tendência a manchas de pele deve ter mais atenção e cuidado, principalmente as pessoas com a pele morena. Caso sua pele adquira uma coloração escura após a depilação, orienta-se que o método depilatório seja trocado. Caso as manchas continuem, é preciso procurar um dermatologista para fazer o tratamento com cremes e produtos despigmentantes.

Ceras podem causar doenças?

Sim. Ceras compartilhadas por várias pessoas podem transmitir doenças de peles e até mesmo HPV, se utilizadas nas áreas íntimas. Por isso, é importante lembrar que as ceras são descartáveis e precisam ser inutilizadas após o uso.

Como deve ser feita a preparação da pele antes da depilação com cera?

É necessário que a pele esteja hidratada, sem lesões ou queimaduras do sol. Após a depilação, o uso de cremes e óleos hidratantes ajuda a pele a se recuperar mais facilmente. Depois de fazer depilação com cera não se meta à exposição do sol.










Encontrados à venda em farmácias, os cremes causam o efeito visual parecido com o da cera, já que os pelos demoram a crescer. Esse método é capaz de agredir a queratina existente nos pelos, fazendo com que eles se quebrem e sejam retirados facilmente com a ajuda de uma espátula sem corte ou com uma esponja de banho.

Cremes depilatórios podem causar alergias?

Sim. É importante que se faça um teste antes de usar os cremes: passar um pouco do produto na parte interna do braço, esperar alguns minutos e retirar. É necessário esperar até o dia seguinte para ver se não apareceram bolinhas ou vermelhidão no local aplicado. Só então o método pode ser utilizado sem medo.

Os cremes podem ser utilizados por qualquer pessoa?

Os cremes não possuem contraindicação, apenas é aconselhável que pessoas menores de 16 anos procurem um médico antes da aplicação. Grávidas e lactantes também podem utilizar os cremes depilatórios tranquilamente.

Quanto de creme deve ser aplicado?

O ideal é que o creme cubra todos os pelos com uma camada espessa de produto.










As máquinas de depilação que utilizam a corrente elétrica para movimentar pequenas pinças e retirar os pelos pela raiz são outro método depilatório eficiente e prático. É um método bem dolorido. Por retirar o pelo pela raiz, a máquina também se iguala à cera quanto ao tempo de duração. O preço de um aparelho varia de acordo com a função que ele possui. Hoje existem aparelhos com com peças que vão ao congelador ou que massageiam a pele, tudo para diminuir a sensação incômoda.

Fazer a depilação com aparelho depois do banho diminui a dor?

O que acontece é que quando saímos do banho nossos pelos ainda ficam molhados e por isso mais propensos à quebra, então o pelo não seria retirado pela raiz, o que diminuiria o tempo de efeito da depilação. 

Qual o modo correto de passar o aparelho na pele?

Deve-se passar o aparelho no sentido contrário de nascimento dos pelos.

É possível depilar a virilha e axila com aparelhos elétricos?

Sim. Algumas marcas possuem produtos especiais para as regiões mais sensíveis, que ajudam a retirar os pelos com mais precisão e menos dor. O aparelho só não deve ser usado no rosto.










As lâminas, muito utilizadas por homens na hora de fazer a barba, também é  uma forma fácil de retirar os indesejáveis pelos. Por ser um método de corte, que não retira o pelo pela raiz, o tempo entre uma depilação e outra é menor.

Lâminas engrossam os pelos?

Não, isso é um mito. Nenhum método depilatório é capaz de engrossar ou aumentar a quantidade de pelos. O que acontece é que o pelo é cortado na haste, onde é naturalmente mais grosso, e quando ele cresce essa parte que foi cortada está "afiada", e por isso parece que engrossou.

De quanto em quanto tempo preciso trocar a lâmina?

Não existe um tempo exato. O que vale é perceber se a lâmina continua cortando com eficácia os pelos.

Usar a lâmina de outras pessoas pode transmitir doenças?

Sim. A lâmina pode fazer pequenos cortes imperfectíveis na pele, podendo contaminar o aparelho depilatório. Ou seja, doenças como HIV e Hepatite podem ser transmitidas pela lâmina contaminada, se utilizada por várias pessoas.

Lâminas encravam os pelos?

Pelo contrário. As lâminas dificilmente encravam os pelos. Outros métodos que arrancam os pelos pela raiz contribuem para que os pelos encravem mais facilmente.












Uma luz é absorvida pelo pigmento encontrado nos pelos e conduzida às células que dão origem a eles. Assim, essas células germinativas são danificadas e deixam de produzir pelos. Embora a depilação a laser não acabe com todos os pelos, é a técnica com o maior potencial de eliminação, cerca de 80%.
O método pode ser aplicado em qualquer parte do corpo e é indicado para o tratamento da foliculite, responsável pelo encravamento. A depilação a laser pode não funcionar. "Há casos como os de alteração hormonal, gestação e de pré-adolescentes em que pode haver a recorrência.
Para pessoas com doenças autoimunes, como lúpus, e alergia à luz, a depilação a laser não é recomendada. Pessoas em tratamento para acne com isotretinoína, por exemplo, também não devem se submeter ao tratamento.
O tratamento também não é indicado para pessoas com pelos muito claros, pois o laser identifica a raiz do pelo pela pigmentação escura, logo o resultado pode não satisfazer. O mesmo vale para pelos ralos demais. Se o profissional não for um dermatologista treinado para isso, pode tentar formas mais agressivas de eliminar o pelo que não sai e colocar a paciente em risco.
Algumas situações exigem um cuidado especial, como a de pacientes com problema de cicatrização. Não deve ser usada energia muito alta para não arriscar uma queimadura e, consequentemente, uma cicatriz indesejada. Quem tem pele morena ou negra também merece atenção diferenciada, pois o risco de manchas é maior. Porém, já existem aparelhos aperfeiçoados para permitir a depilação com segurança para esse tipo de cútis.
Geralmente, são necessárias entre quatro e seis sessões para exterminar os pelos de determinada região, mas alguns casos podem exigir mais. No caso dos homens, cujos pelos são mais grossos, as sessões variam entre 8 a 10.
Para que a depilação a laser tenha efeito, nos 30 dias anteriores à sessão, se evite extrair o pelo da raiz com cera, pinça ou qualquer outro método. Nos quinze dias prévios e posteriores à sessão, é proibido tomar sol e o bloqueador solar com FPS 30 ou mais tem que ser usado várias vezes ao dia. No dia da sessão, a área escolhida deve estar depilada com lâmina.
Apesar de existirem técnicas que amenizam a dor, ainda não há depilação a laser indolor. Dói sim, mas a sensação varia de paciente a paciente e da sensibilidade de cada um. Em geral, as regiões mais doloridas são a virilha e o buço.
A forma de anestesia depende da escolha do paciente e da área a ser depilada. Uma pomada anestésica pode ser aplicada, assim como, no caso de regiões extensas ou com muito pelo, a sedação hospitalar. Depois do tratamento, que sempre deve ter supervisão médica, o restante dos pelos pode ser retirado de outras maneiras ou descolorido.

2 comentários:

© Women's Stuff - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo